segunda-feira, 15 de outubro de 2018

Campanha em prol das mulheres

Divulgação     Metra mobiliza colaboradores e comunidade a doarem fios de cabelo

Nelson Tucci

A Metra, operadora do Corredor ABD que atende o Grande ABC e parte das zonas Sul e Leste da capital paulista, promove, durante este mês, campanha em apoio ao Outubro Rosa. A empresa mobiliza colaboradores e comunidade a doarem fios de cabelo.
A campanha tem como mensagem “Doe fios de esperança e alegria” em prol das mulheres que lutam contra o câncer. Até 31 de outubro, as pessoas que se dispuserem a doar fios de cabelos poderão fazê-lo e entregar a mecha (mínimo de 10 cm de comprimento) na garagem da empresa, na Rua Joaquim Casemiro, 380, no Jardim Gagliardi, em São Bernardo do Campo. Para os colaboradores que quiserem doar os fios, a empresa está oferecendo corte gratuito no cabeleireiro, com agendamento.
Todos os fios e mechas doados serão destinados à Associação Viva Melhor, de Santo André. Segundo Maria Beatriz Setti Braga, diretora da Metra, a mulher ganha a cada dia mais presença e força em todos os segmentos, inclusive no transporte: “Hoje são muitas mulheres trabalhando na Metra, inclusive diversas como motoristas. E precisamos cuidar muito bem de todas elas”. No dia 25 de outubro, a Metra também realizará, de maneira gratuita, exame clínico em todas as colaboradoras para conscientizar sobre a importância de exames periódicos como prevenção da doença.

Divulgação       A6: pode rodar com o motor desligado entre 55 e 160 km/h

LANÇAMENTO – Com o novo A6, a Audi apresenta a oitava geração de seu bem-sucedido sedã executivo e traz inovações para o segmento. O modelo, que será um dos destaques da marca durante a 30ª edição do Salão Internacional do Automóvel de São Paulo, começará a ser vendido no primeiro semestre de 2019.
Seja em termos de digitalização, conforto ou esportividade, o A6 é o multitalento de carros de luxo. O sistema MMI sensível ao toque totalmente digital proporciona uma operação intuitiva, com soluções de conectividade e assistência inteligentes. A suspensão combina conforto, suavidade e alta estabilidade com aprimorada esportividade. O controle em idioma transforma o novo A6 em um parceiro de diálogo e companheiro de viagem inteligente: processa perguntas e comandos de duas maneiras, com dados armazenados a bordo e em conjunto com MMI navigation plus. O motorista gerencia o sistema de infotainment na tela superior, enquanto a tela inferior é usada para controle climático, entrada de texto e para funções de conveniência.
Ambos os motores do novo A6 vêm com a nova tecnologia híbrida leve da Audi. Uma partida de alternador de correia (BAS) funciona em conjunto a uma bateria de íons de lítio. Com isso, o A6 pode rodar com o motor desligado entre 55 e 160 km/h. A função start-stop é ativada em velocidades até 22 km/h; o motor é religado a partir de uma parada. Durante a desaceleração, o BAS recupera até 12 kW de energia. Em condições reais, a tecnologia MHEV reduz o consumo de combustível em até 0,7 litro a cada 100 km rodados.

RECALL – A FCA/ Fiat Chrysler Automóveis volta a convocar seus clientes para recall. Desta vez são os proprietários dos veículos Ram, modelo 2500, anos/modelo 2016 e 2017 para agendarem comparecimento a uma das concessionárias Ram para que seja providenciada, gratuitamente, a instalação de um limitador na haste da trava elétrica de abertura da tampa traseira.
Foi identificada a possibilidade da abertura espontânea da tampa traseira, com o veículo em movimento, podendo resultar na perda da carga localizada na caçamba, aumentando os riscos de acidente, com consequentes danos físicos e materiais ao motorista e aos passageiros dos demais veículos na via, bem como à terceiros. Estão envolvidas nesta campanha 869 unidades da Ram 2500, com os números de chassi (não sequenciais, últimos seis dígitos) de 135078 a 586428. O tempo estimado de reparo é de 30 minutos. Solicitamos que agende sua visita previamente nas concessionárias Ram de sua preferência.
Para consulta dos números dos chassis envolvidos e/ou mais informações, consulte o site www.ram.com.br ou contate a Central de Serviços ao Cliente Ram pelo telefone 0800 730 7060.

RECALL 2 – A Mercedes-Benz do Brasil convoca os proprietários dos veículos Mercedes-AMG S 63 L 4Matic+ e Mercedes-AMG S 65 L a agendarem o seu comparecimento a uma concessionária da marca para atualização do software da câmera multifuncional de auxílio ao motorista.
A empresa informa que constatou a possibilidade de o software da câmera multifuncional de auxílio ao motorista não atender às especificações técnicas de programação nos veículos impactados. Tal inadequação pode ocasionar falha na intervenção de frenagem do veículo no caso de uma mudança indesejada de faixa, em velocidades superiores a 105 km/h, reduzindo a funcionalidade do sistema de assistência ao condutor. Em situações extremas, o sistema de assistência ao motorista pode não evitar colisões laterais quando o veículo estiver acima dessa velocidade, com risco de acidente a danos físicos e materiais aos ocupantes do veículo e terceiros.
Para mais informações, a empresa disponibiliza o telefone 0800 970 9090 e o site www.mercedes-benz.com.br

RECALL 3 – A BMW Group Brasil convoca os proprietários dos modelos BMW 120i Sport, BMW 125i M Sport, BMW M140i, BMW 540i M Sport, MINI Cooper Countryman, MINI Cooper S Countryman, MINI Cooper S Countryman ALL4 e Mini John Cooper Works Countryman ALL4 – fabricados entre maio de 2018 e junho de 2018 – para agendarem com uma autorizada da marca a substituição do sensor de monitoramento das rotações do motor.
A empresa informa que foi verificado que, devido a uma falha de fabricação no sensor de monitoramento, em algumas situações, as rotações do motor poderão não ser monitoradas. Com essa falha, o veículo pode apresentar perda de potência ou desligamento do motor durante o seu funcionamento, podendo ocorrer danos físicos e materiais aos ocupantes do veículo e terceiros.
Para mais informações, a empresa disponibiliza o telefone 0800 019 7097, das 8 às 19 horas, e o site www.bmw.com.br/recall ou www.mini.com.br/recall

RECALL 4 – A Citroën do Brasil convoca os proprietários dos veículos modelos Jumpy, com numeração de chassis de JA000038 a JA001021, fabricados entre 6/9 a 5/12/17, a agendarem junto a uma concessionária da marca, a substituição dos amortecedores traseiros.
A empresa alega ter detectado um dimensionamento inadequado do ponto de fixação superior do amortecedor traseiro que poderá, o desprendimento parcial do amortecedor com possibilidade de danos ao sistema de freios e/ou combustível, bem como queda de componentes da suspensão em rodagem. Essa situação pode gerar a perda parcial de frenagem, vazamento de combustível e/ou queda de componentes, gerando risco de acidentes com possibilidade de danos físicos e/ou materiais aos ocupantes do veículo e/ou terceiros.
Para agendamento e mais informações, a Citroën disponibiliza o telefone 0800 011 8088 e o site www.citroen.com.br

DIREITOS – Sobre os recalls, o Procon-SP, órgão vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania do Governo do Estado de São Paulo, orienta os consumidores sobre seus direitos: “a empresa deverá apresentar os esclarecimentos que se fizerem necessários, conforme determina o Código de Defesa do Consumidor (CDC), inclusive com informações claras e precisas sobre os riscos para o consumidor”.
O CDC, em seu artigo 10, estabelece que: “O fornecedor não poderá colocar no mercado de consumo produto ou serviço que sabe ou deveria saber apresentar alto grau de nocividade ou periculosidade à saúde ou segurança”.
Outra questão importante, que deve ser observada pelos consumidores, refere-se à exigência do comprovante de que o serviço foi efetuado, documento que deverá ser conservado e repassado adiante, em caso de venda. Caso tenha sido comercializado mais de uma vez, o atual proprietário terá o mesmo direito ao reparo gratuito.
Conforme a Portaria Conjunta nº 69 de 15/12/2010, da Secretaria de Direito Econômico e do Diretor do Departamento Nacional de Trânsito, o veículo que não for reparado/inspecionado em até 12 meses, após o início da campanha de recall, terá a informação lançada no campo 'observações' do próximo CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo) emitido pela autoridade de trânsito.
A Fundação Procon-SP mantém, desde 2002, um banco de dados com informações sobre todas as campanhas de recalls realizadas no Brasil: http://sistemas.procon.sp.gov.br/recall/

Divulgação              Agronegócio impulsiona as vendas dos pesados

PESADÕES – A Mercedes-Benz aumentou em cerca de 110% as vendas de caminhões extrapesados no Sul do Brasil. No volume acumulado de janeiro a setembro, foram emplacadas 1.825 unidades na região, entre modelos das linhas Axor e Actros, além do Atron 1635.
“Este ano, as vendas de caminhões extrapesados estão sendo puxadas por renovações de frotas e novas demandas de setores do agronegócio, como transporte de grãos e cana-de-açúcar, assim como da mineração, logística, transporte de combustíveis e produtos químicos”, afirma Ari de Carvalho, diretor de Vendas e Marketing Caminhões da Mercedes-Benz do Brasil. “Nossa marca tem conquistado cada vez mais o mercado de extrapesados por oferecer veículos totalmente adequados à realidade do transporte, com destaque para o excelente custo/benefício da linha Axor e pela elevada tecnologia dos modelos Actros”.
O executivo ressalta especialmente o sucesso do Actros na região. “Mais de 980 caminhões da linha Actros foram comercializados na região este ano, alcançando 170% de crescimento frente aos nove meses do ano passado”, informa Ari de Carvalho. “O Actros segue ganhando a aprovação no Sul, tanto de frotistas, como de motoristas. Isso é reflexo das nossas iniciativas de levar o produto aos clientes, por meio de test-drives e demonstrações junto às suas operações de transporte”.

FRETES – Peça valiosa no quebra-cabeça logístico brasileiro, as rodovias são o meio responsável pela movimentação de 75% da produção nacional, segundo a pesquisa Custos Logísticos no Brasil, da Fundação Dom Cabral – lição aprendida a duras penas no primeiro semestre deste ano, ao longo da greve de caminhoneiros. Para facilitar as negociações entre as pontas e otimizar o deslocamento de fretes no Brasil e na América do Sul, a Fretebras (www.fretebras.com.br) conecta empresas em busca de transporte para seus produtos – os embarcadores e transportadoras – a caminhoneiros disponíveis para realizar o serviço.
Com mais de 250 mil veículos cadastrados, o negócio oferece uma assinatura mensal a quem deseja fazer parte da rede para anunciar seus fretes – aos caminhoneiros a utilização da plataforma é gratuita. O cadastro das empresas é feito por meio do site e, uma vez que os dados sejam verificados, elas passam a ter acesso ao sistema. Os preços são acordados pelas partes envolvidas, embora os contratantes possam verificar se o valor que oferecem estão compatíveis com o mercado por meio de uma ferramenta exclusiva, desenvolvida pela empresa. A funcionalidade oferece um panorama com base em análises de rota, preço por tonelada movimentada por quilômetro, média de custo pelo transporte do produto em uma rota específica e outros elementos.
Em 2017, a Fretebras intermediou o transporte de aproximadamente 3,7 milhões de fretes. A empresa atua na América do Sul e já intermediou serviços no Uruguai, Argentina, Paraguai, Chile, Peru e Bolívia. O aplicativo do negócio, que já ultrapassou os 580 mil downloads, é gratuito e está disponível na Google Play.

Divulgação         Material é levíssimo e 200 vezes mais forte que o aço

GRAFENO – A Ford informa que será a primeira na indústria automotiva a usar o grafeno em seus veículos. Esse novo material leve e resistente, 200 vezes mais forte que o aço, começará a ser aplicado no final do ano em peças do Mustang e da F-150, podendo equipar também outros carros da marca.
O grafeno já é usado em telefones celulares e alguns artigos esportivos. Além de extremamente fino e flexível, é um dos melhores condutores do mundo e também um ótimo isolante de som. Embora não seja economicamente viável para todas as aplicações, a Ford desenvolveu junto com a Eagle Industries e a XG Sciences uma maneira de usar esse nanomaterial bidimensional em pequenas quantidades. Ele será aplicado na cobertura de linhas de combustível, bombas e motores, como um isolante acústico superpotente para tornar a cabine mais silenciosa.
“A inovação aqui não está no material, mas na forma como ele é usado”, diz Debbie Mielewski, líder técnica de sustentabilidade e novos materiais da Ford. “Com uma quantidade muito pequena, de menos de 0,5%, conseguimos obter melhorias significativas em durabilidade, isolação acústica e redução de peso – aplicações que não têm sido focadas por outros estudos.”

DESMANCHES – Em uma nova parceria, o Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP) e o Ministério Público de São Paulo se uniram para facilitar e dar mais rapidez às investigações dos promotores.
Na terça-feira passada, 9, os dois órgãos formalizaram um acordo que permite a integrantes do MPSP terem acesso, sem burocracia, a dados de veículos, condutores e empresas de desmanche que são alvo de procedimentos administrativos do Ministério Público.
Por meio do acordo, servidores designados pelo MPSP terão acesso, de forma online, aos sistemas Renavam (Registro Nacional de veículos automotores), Renach (Registro nacional de Carteiras de Habilitação) e Desmontes/Codev (Empresas de Desmontagem Registradas). O objetivo é facilitar a busca de informações para investigações instauradas pela Promotoria. O acesso aos sistemas permitirá aos promotores obter rapidamente dados como identificação e o prontuário de condutores e propriedade e dados de veículos, entre outros.

FADIGA – Anoitece e nosso corpo e cérebro sabem que é hora de adormecer. Ter uma boa noite de sono traz benefícios ao organismo que nenhuma outra atividade é capaz. A responsável por isso é a melatonina, conhecida como hormônio do sono, regulando o sono e reparando as células, expostas a estresse, poluição e demais danos, durante as horas de descanso. Porém, quando se deixa de dormir, são muitos os malefícios, sendo essa atitude responsável, inclusive, por acidentes de trânsito. A Perkons ouviu especialistas no assunto para saber quais as recomendações e cuidados que os motoristas devem ter para não correrem riscos ao volante.
“A privação do sono prejudica os sistemas imunológico e hormonal, além de não restabelecer os neurotransmissores, o que traz consequências como falta de concentração, atenção, raciocínio e, consequentemente, diminuição das atividades necessárias para conduzir um veículo”, explica Dirceu Rodrigues Alves Junior, médico e diretor de comunicação da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet). Segundo ele, no Brasil, 60% dos acidentes rodoviários envolvendo motoristas profissionais, portadores das carteiras de habilitação C, D e E, são causados por sono (42%) e fadiga (18%).
“Se considerarmos todos os acidentes ocorridos em rodovias, áreas rurais e urbanas, sono e fadiga são a terceira maior causa de acidentes de trânsito no país, ficando atrás apenas do uso de álcool e drogas ao volante (2º lugar) e do excesso de velocidade (1º lugar)”, revela Dirceu Alves.

Divulgação                    Ricardo: “Brasil tem quem faça”

ARTIGO
Mobilidade elétrica: a nova realidade global

Por Ricardo Takahira (*)

Diante de algumas definições internacionais para o impedimento da comercialização de veículos diesel, com repercussões no aumento de vendas dos veículos híbridos e elétricos no mundo, vale a pena o Brasil refletir sobre o que realmente tem acontecido no planeta e analisar como tem reagido e se preparado frente ao novo cenário mundial, sobretudo, alguns meses depois da publicação do programa Rota 2030 (MP 843).
Parece que o país finalmente acordou para o que acontece internacionalmente, embora o mundo não esteja mudando tão a passos largos como se esperava, em vista das projeções dos especialistas de mercado de veículos movidos à eletricidade. Os brasileiros já testemunham o aumento da oferta e do uso de ônibus e caminhões elétricos, cenário que já aponta por onde certa massificação pode acontecer.
Os desafios são grandes em toda a parte, principalmente ao se tratar da frota puramente elétrica, que necessita de infraestrutura de recarga. Com subsídios em vários países, veículos leves crescem também à medida que as condições são criadas para modelos de negócios de uso compartilhado, situação normalmente relacionada a veículos elétricos mais caros, porém com vantagens em emissões e, principalmente, em uso contínuo com o menor custo por quilometro rodado.
Especialistas da indústria já se preocupam com a capacitação da mão de obra para esta transição, outros apostam que a mudança já começou com primeiros resultados de faturamento. Somado a isto, o hidrogênio e outras formas de produção de energia elétrica também começam a sair do papel.
No cenário nacional, um plano de eletromobilidade poderia ter o mesmo efeito que o RenovaBio ou plano de energia? Os patamares de pesquisa e desenvolvimento podem crescer com chamadas temáticas como as da ANEEL? Ou a comparação com políticas públicas europeias podem ajudar o Brasil a entender o processo de popularização dos veículos elétricos pelo mundo? Não somos a Noruega, nem tampouco a China, então qual receita serve para o Brasil?
A boa notícia é que modelos lançados no exterior não demoram tanto para vir ao Brasil. Resta somente saber quando a cadeia será verticalizada com volumes maiores e quais são esses volumes para viabilizar uma localização com investimentos. Veículos elétricos americanos ou asiáticos, quais sistemistas têm a melhor estratégia para a introdução dos veículos elétricos no país? Ainda não se pode esquecer dos biocombustíveis.
Existem ainda muitas dúvidas, mas algo é certo: o Brasil tem quem faça, como Lucas Di Grassi, piloto de Formula-E e Stock Car, além de CEO da Roborace, a primeira plataforma de motorsport autônoma do planeta. Um exemplo para os universitários que também constroem veículos elétricos do zero com orçamentos bem curtos, mas que já conquistaram prêmios valiosos no Exterior, em preparação para a era da eletromobilidade.
Quem tiver interesse em discutir o assunto está convidado para o 7º Simpósio SAE Brasil de Veículos Elétricos e Híbridos, que reunirá lideranças de montadoras, sistemistas, centros de pesquisa, distribuidores de energia, universidades e órgãos do poder público para palestras e debates. O encontro será realizado em duas manhãs, dias 12 e 13 de novembro, no São Paulo Expo, em paralelo ao 30º Salão Internacional do Automóvel.
(*) Ricardo Takahira é engenheiro eletricista, consultor sênior da GFA Consulting Group alocado no Promob-e GIZ e chairperson do 7º Simpósio SAE Brasil de Veículos Elétricos e Híbridos.

Nelson Tucci é editor de Veículos & Negócios, do Jornal PERSPECTIVA.
Leia também no site www.jornalperspectiva.com.br

segunda-feira, 8 de outubro de 2018

Anfavea refaz previsão para maior

Divulgação        Gráfico demonstra o licenciamento total de veículos novos

Nelson Tucci

A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) divulgou as novas previsões para este ano. O licenciamento de autoveículos projetado para 2018 agora deverá ter crescimento de 13,7%, alcançando 2,54 milhões de unidades – a previsão anterior era de uma alta de 11,7%.
Já nas exportações, o ajuste foi feito pra baixo: ao invés de empatar com o resultado de 2017, a entidade prevê encerrar o ano com 700 mil veículos exportados, o que equivale a uma queda de 8,6% sobre o ano passado.
Enquanto isto, o segmento de máquinas agrícolas e rodoviárias deverá encerrar 2018 com 47 mil unidades negociadas, revelando aumento de 11% sobre o ano passado – a última projeção indicava alta de 7%. As exportações deverão ficar estáveis, com 14 mil unidades, e a produção chegará em 61 mil, mostrando elevação de 15%. Para Antonio Megale, presidente da Anfavea, a revisão foi necessária principalmente pelos bons resultados do mercado interno e pelas exportações para a Argentina, principal parceiro comercial do Brasil.

Divulgação        M7: luxo, sofisticação e conforto para sete passageiros

LIFAN – Ao completar seis anos de presença no mercado brasileiro de automóveis, a Lifan se apresentará no maior evento do setor automotivo na América Latina para mostrar uma linha de automóveis renovada.
O público que visitar o Salão do Automóvel 2018 verá no estande da Lifan quatro diferentes modelos de veículos, sendo três SUVs e uma minivan de luxo. Como principal atração a Lifan mostrará o X70, modelo que terá a missão de disputar espaço no efervescente segmento dos SUVs, que conquistou a preferência dos consumidores brasileiros.
Fundado em 1992, Lifan é um grupo empresarial privado que fabrica automóveis, motocicletas, motores e máquinas e também investe em novas fontes de energias e na área financeira e setor imobiliário. A Lifan está presente em 117 países. Na China, a Lifan está na cidade de Chongqing e sua capacidade de produção de automóveis é de 200 mil veículos por ano, tendo seu primeiro automóvel fabricado em 2006. No Brasil, a Lifan está presente oficialmente desde 2012 e a sede fica em Salto/SP.

FREIO – A Fiat Chrysler Automóveis Brasil (FCA) convoca os proprietários dos veículos Jeep® Compass, ano/modelo 2018, e Dodge Journey, ano/modelo 2018 para agendarem seu comparecimento em uma das concessionárias Jeep ou Dodge, a fim de que seja providenciada, gratuitamente, a sangria do sistema de freio para a remoção de eventuais bolhas de gás.
Foi identificada a possibilidade da existência de bolhas de gás no fluido do sistema de freio. Como consequência, o condutor poderá perceber o aumento do curso do pedal de freio, resultando na possibilidade de redução do desempenho de frenagem do veículo, aumentando os riscos de acidente, com eventuais danos físicos e materiais ao motorista, aos passageiros e a terceiros.
O tempo estimado de reparo é de 1h30. Para consultar os números de chassis envolvidos e/ou obter mais informações, acesse www.jeep.com.br ou www.dodge.com.br ou contate a Central de Serviços ao Cliente Jeep ou Dodge pelos telefones 0800 703 7150 e 0800 703 7140, respectivamente.

PARCERIA – A Volkswagen Caminhões e Ônibus, presente em mais de 30 países, e a Eletra, empresa brasileira referência em transporte público sustentável, acabam de assinar um memorando de entendimentos para uma parceria na busca de novas soluções para eletromobilidade.
O documento foi assinado em São Paulo (SP), na semana que passou, por Roberto Cortes, presidente e CEO da Volkswagen Caminhões e Ônibus, e por Maria Beatriz Setti Braga, sócia-proprietária da Eletra. “A Eletra é uma empresa brasileira que utiliza largamente sistemas de tração elétrica em seus ônibus, bem como outros complementos que os integram. Sua equipe é altamente especializada, e seu know-how é comprovado. Estamos muito satisfeitos com essa parceria”, diz Roberto Cortes.
A parceria prevê a cooperação para o desenvolvimento conjunto de soluções e conceitos relacionados à eletrificação, tanto no transporte público quanto no transporte de carga. Prevê também testes em produtos, parcerias comerciais e operacionais, além do desenvolvimento de peças, componentes e sistemas especificamente adaptados a mercados como o brasileiro.

Divulgação      Peruíbe: no litoral sul de São Paulo busca desenvolvimento

PERUÍBE – No próximo dia 19 acontecerá o 1º Fórum de Negócios de Peruíbe. O evento tem como objetivo reunir palestras com profissionais de quatro áreas, que irão compartilhar dicas e insights sobre como aplicar novas estratégias, ferramentas e metodologias em seu negócio. Tudo de forma muito clara e prática, para você decolar sua empresa.
Idealização é do Soul Peruíbe visando auxiliar empresários, comerciantes e novos empreendedores da cidade e região, com temas relevantes para o sucesso de uma empresa. As inscrições são gratuitas.
Outras informações no link www.soulperuibe.com.br/forum/

Nelson Tucci é editor de Veículos & Negócios, do Jornal PERSPECTIVA.
Leia também no site www.jornalperspectiva.com.br

segunda-feira, 1 de outubro de 2018

Recalls em profusão


Divulgação      Empresas dizem que é uma espécie de "cuidado com o consumidor"

Nelson Tucci

Na semana que passou houve novos chamados/convocações de recall de automóveis. A Fiat voltou com tudo. E com ela vieram a BMW, Audi e a Nissan – e a Honda, ontem, fez coro neste insólito ranking! A isto se junte o chamamento anterior (vide a coluna de 24.09) da Mercedes, VW e Subaru. Perguntadas, as empresas costumam dizer que as falhas apresentadas, com a consequente convocação de proprietários das marcas adquiridas, é uma espécie de “cuidado com o consumidor”. E aí retrucamos: com tantos cuidados assim não seria mais fácil fabricar certo uma vez só? Mas não tem nada, não. O Procon está de olhos – e ouvidos – bem abertos e ajuda a fiscalizar esses processos, para defesa do consumidor.
A FCA Fiat Chrysler Automóveis Brasil convocou na sexta-feira, 28, os proprietários dos modelos Argo versão 1.3 e Mobi versão 1.0, ano/modelo 2018, Grand Siena e Palio Weekend, ambos na versão 1.6, ano/modelo 2017/2018, Strada versão 1.8, ano modelo 2017, Cronos versão 1.3, ano/modelo 2018/2019, Uno versão 1.3, ano/modelo 2017/2018 e Palio versão 1.6, ano/modelo 2017 – chassis não sequenciais abaixo identificados – para a partir de hoje agendarem com uma autorizada da marca a verificação e, se necessário, a substituição do sensor de seleção das marchas.
Chassis não sequenciais (últimos seis dígitos): Argo – 2018/2018 – H10294 a H64699; Palio Weekend – 2017/2018 – 097241 a 099833; Grand Siena – 2017/2018 – 329230 a 341048; Uno – 2017/2018 – 796635 a 835113; Mobi – 2018/2018 – 465048 a 547697; Palio – 2017/2017 – 192022 a 199837; Strada – 2017/2017 – 152494 a 168706; Cronos – 2018/2019 – 000012 a 022737.
A empresa informa ter detectado que a falha do sensor com o veículo em movimento pode acarretar a mudança inesperada da marcha para a posição neutro (ponto morto), provocando a perda da força motriz do motor, comprometendo as condições de dirigibilidade do veículo e aumentando risco de colisão e danos físicos e materiais ao condutor, passageiros e terceiros. Para mais informações, disponibiliza o telefone 0800 707 1000 e o site www.fiat.com.br

RECALL 2 – A BMW Group Brasil convocou, dia 25, os proprietários dos veículos modelo MINI Cooper Countryman, fabricados entre fevereiro de 2017 e julho de 2018, chassis abaixo identificados, a agendar com uma concessionária autorizada da marca, a partir de 05/10/2018, a instalação de chapa de proteção na bomba de combustível.
Chassis (não sequenciais): de 3D62590 a 3F91309.
A empresa alerta que verificou que, em caso de colisão dianteira severa, a válvula de controle do fluxo da bomba de combustível pode se quebrar; tal quebra pode provocar a saída de combustível com perigo de incêndio e consequente danos físicos e materiais aos ocupantes e terceiros. Para informações a empresa disponibiliza o telefone 0800 019 7097 (de segunda a sexta-feira, das 8 às 19 horas) e o site www.mini.com.br/recall

RECALL 3 – A Nissan do Brasil convocou, dia 28, os proprietários dos veículos modelos March e Versa, fabricados entre março e novembro de 2017, com números de chassis abaixo identificados, a agendarem junto a uma concessionária da marca, a partir de hoje, a substituição do interruptor do sistema de ignição.
Identificação dos envolvidos: March – números de chassis (não sequenciais) de 94DFCUK13HB108904 a 94DFFUK13JB201170; Versa - números de chassis (não sequenciais) 94DBCAN17HB117190 a 94DBFAN17JB200839.
A empresa detectou a possibilidade de ocorrer danos superficiais durante o processo de fabricação da mola do sistema do interruptor de ignição, responsável por manter a chave na posição “ligado”, podendo reduzir sua durabilidade. Caso sejam adicionados chaveiros e/ou acessórios à chave original do veículo, haverá uma carga extra no interruptor e, em casos raros, pode ocorre a mudança da posição “ligado” da ignição enquanto o veículo estiver em movimento, ocasionando o desligamento do motor. Este defeito poderá causar acidentes com lesões físicas graves, ou até mesmo fatais, aos ocupantes e/ou terceiros.
Para agendamento e mais informações, a Nissan disponibiliza o telefone 0800 011 1090.

RECALL 4 – A Audi do Brasil convoca os proprietários dos veículos modelos A4 e A6, fabricados entre julho de 2004 e dezembro de 2010, chassis abaixo identificados, a agendarem junto a uma concessionária da marca, a partir de amanhã, a substituição do airbag dianteiro do banco do passageiro.
Identificação dos chassis envolvidos: A4 AVANT ano/modelo de 2005 a 2008 números de chassis (não sequenciais) de WAU_8E_5A424008 a WAU_8E_8A164431; A4 SEDAN ano/modelo de 2005 a 2008 números de chassis (não sequenciais) de WAU_8E_5A412726 a WAU_8E_8A110833; RS 4 AVANT ano/modelo de 2007 e 2008 números de chassis (não sequenciais) WUA_8E_7N905067 a WUA_8E_8N900515; S4 AVANT ano/modelo 2005 números de chassis (não sequenciais) de WAU_8E_5A537784 a WAU_8E_5A544287; S4 SEDAN ano/modelo 2005 números de chassis (não sequenciais) de WAU_8E_5A533246 e WAU_8E_5A534587; A6 AVANT ano/modelo de 2006, 2010 e 2011 números de chassis (não sequenciais) de WAU_4F_6N014528 a WAU_4F_BN013378; A6 SEDAN ano/modelo de 2005 a 2011 números de chassis (não sequenciais) de WAU_4F_5N019054 a WAU_4F_BN050606; RS 6 AVANT ano/modelo de 2010 e 2011 números de chassis (não sequenciais) de WUA_4F_AN900473 a WUA_4F_BN999245; RS 6 SEDAN ano/modelo de 2010 e 2011 números de chassis (não sequenciais) de WUA_4F_AN900464 a WUA_4F_BN999171; S6 AVANT ano/modelo de 2008, 2010 e 2011 números de chassis (não sequenciais) de WAU_4F_8N058987 a WAU_4F_BN012690; S6 SEDAN ano/modelo de 2010 e 2011 números de chassis (não sequenciais) de WAU_4F_AN046180 a WAU_4F_BN016799.
A empresa informa ter constatado que em caso de acidente com o acionamento do airbag dianteiro do banco do passageiro, existe a possibilidade de a carcaça do gerador de gás explodir, podendo acarretar o desprendimento de partículas da mesma. Este defeito pode causar danos físicos e materiais aos ocupantes do veículo.
Para agendamento e mais informações, a Audi disponibiliza o telefone 0800 777 2834 e o site www.audi.com.br

RECALL 5 – A Honda Automóveis convocou ontem os proprietários dos modelos Fit e City, ambos ano/modelo 2014 – chassis abaixo identificados – para a partir da próxima segunda-feira, 8, comparecerem a uma autorizada da marca a substituição do insuflador do airbag passageiro.
Chassis finais: Fit – de EZ100002 até EZ503439 (data de produção inicial 8/3/2013 e final 10/4/2014) – City – de EZ200001 até EZ216205 (data de produção inicial 16/4/2013 e final 2/6/2014) – City – de E1300001 até E1307830 (data de produção inicial 16/4/2013 e final 2/6/2014).
A empresa alerta que, em caso de colisão frontal, se acionado o airbag, pode haver o rompimento da estrutura do insuflador devido à sua expansão com intensidade acima do especificado; nesses casos há possibilidade de projeção de fragmentos metálicos no interior do veículo com consequentes danos materiais, lesões graves e fatais aos ocupantes ou terceiros.
A empresa disponibiliza o telefone 0800 701 3432, de segunda a sexta-feira, das 8 às 20 horas, e sábado, das 9 às 14 horas, e o site www.honda.com.br/recall

Divulgação                 Chance para quem quer pilotar em Interlagos

CORRIDAS – Entre os dias 22 e 25 de novembro, o Super Racing Club terá edição em Interlagos. O evento contará com track day, lounge com simuladores de corridas, acesso aos boxes, durante o dia, bikefoods exclusivas para convidados – tudo ao som de DJs exclusivos para que cada sócio ou convidado possa aproveitar ao máximo a experiência. O evento ocorrerá das 9h às 17h, na Avenida Senador Teotônio Vilela, 261, acesso pelo portão 7, Zona Sul de São Paulo.
Os Track Days acontecem das 9 às 17 horas e o Super Racing Club em parceria com a edição GT Series fará mais uma edição nas categorias Trofeo Maserati, Stock Car, Spyder, Fórmulas e Marcas 1.6.
O pacote avulso contém curso básico e pilotagem com 10 voltas nos carros da categoria e duas voltas na carona de aprendizagem. O pacote avulso contém curso básico e pilotagem com 10 voltas nos carros da categoria e duas voltas na carona de aprendizagem. O curso básico e voltas deverão ser consumidos em apenas um dia. Consulte os horários do curso do pacote avulso na programação www.superracingclub.com

Divulgação                Atego: 20 unidades vendidas para as Filipinas

EXPORTAÇÃO – A presença de caminhões da Mercedes-Benz do Brasil no maior Salão de Veículos Comerciais do mundo, o IAA 2018 de Hannover, na Alemanha, já começou a render frutos. A empresa acaba de anunciar a venda de 20 unidades do semipesado Atego 1726 4x4 para as Filipinas, país asiático que, pela primeira vez, recebe caminhões da marca fabricados em São Bernardo do Campo/SP.
Esse lote de Atego para operações fora de estrada foi adquirido pela Semirara Mining and Power Corporation, um dos maiores produtores de carvão e energia das Filipinas. Os veículos serão utilizados para transporte de funcionários de uma grande mineradora da companhia. Os 20 caminhões serão produzidos em outubro, passando pela área de customização da Mercedes-Benz do Brasil – Custom Tailored Trucks (CTT) – para receberem tomada de ar traseira. A previsão é que em dezembro os veículos sejam embarcados para as Filipinas, onde serão implementados localmente para transporte de pessoas.

ECO – A fábrica Anchieta da Volkswagen do Brasil, em São Bernardo do Campo/SP, tem se mostrado eficiente no uso de energias (elétrica/gás natural/diesel). Prova isso é que a unidade acaba de conquistar a certificação inédita ISO 50001:2011 de seu SGE (Sistema de Gestão de Energia), que visa a melhoria contínua do desempenho energético, contribuindo para a redução do consumo de energia e das emissões de carbono.
A certificação de acordo com a norma internacional ISO 50001 comprova que a fábrica já tem um padrão eficaz do ponto de vista energético. E, ao mesmo tempo, permite que a unidade torne seus processos cada vez mais eficientes em relação ao uso da energia. Na unidade Anchieta são produzidos os modelos Novo Polo, Virtus e Saveiro.
“Na Volkswagen do Brasil, a eficiência energética é mais do que uma preocupação ambiental, é também uma estratégia de negócio. Trabalhamos para tornar nossos processos cada vez mais sustentáveis, além de tecnológicos, inovadores e seguros. E a conquista da ISO 50001 demonstra o compromisso da VW com o meio ambiente, ao usar energias de forma eficaz”, afirmou o vice-presidente de Operações da Volkswagen do Brasil e Região América do Sul, António Pires.

Divulgação     Motor carrega 3.800 cm³, com seis cilindros horizontais tipo boxer, bi turbo, bloco de alumínio, resfriado a água, possuindo 700 HPs de potência

PORSCHE – A Porsche apresentou o novo modelo 935 aproveitando a ocasião do evento esportivo histórico "Rennsport Reunion" no circuito de Laguna Seca, na Califórnia. O carro de corrida de 515 kW (700 hp) com uma carroceria que remete ao legendário Porsche 935/78 será produzido numa edição limitada a 77 unidades.
"Este carro espetacular é um presente de aniversário da Porsche Motorsport a seus fãs no mundo inteiro", afirma Frank Steffen Walliser, vice-presidente da Motorsport e GT Cars: "Como o carro não é homologado, os engenheiros e designers não tiveram que seguir as normas usuais e, por isso, tiveram liberdade no desenvolvimento".
A tecnologia do carro de corrida destinado a eventos particular fechados em pistas de corrida, se baseia no carro esportivo de alta performance 911 GT2 RS. Como seu histórico antecessor, a maior parte da carroceria foi substituída ou suplementada por peças de material composto de fibras de carbono (CFRP). Com sua traseira aerodinâmica alongada, o 935 tem 4,87 metros de comprimento total. A largura do exclusivo carro de corridas é 2,03 metros.

FRAUDE – Funcionários do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP), unidade Interlagos, flagraram no último dia 22 um candidato utilizando aparelho de escuta durante aplicação de prova teórica para a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Ele foi descoberto com um equipamento de escuta eletrônica preso à sua roupa.
A Polícia Militar foi acionada e o encaminhou ao 11º DP, onde foi registrado BO por crime contra fé pública (artigos 289 a 311). Em seu depoimento, o candidato disse que pagou R$ 1.000 pelo equipamento. Ele poderá responder criminalmente pela tentativa de fraude. O Detran.SP vai anular o processo de habilitação do candidato. Desse modo, para obter a CNH, ele terá de reiniciá-lo.
O Detran.SP é uma autarquia do Governo do Estado de São Paulo, vinculada à Secretaria de Planejamento e Gestão. Para obter mais informações sobre o papel do Detran.SP, vá ao link http://bit.ly/2ptdw0r
Informações ao cidadão pelo portal www.detran.sp.gov.br

IDOSO – Estabelecido pela Organização das Nações Unidas (ONU), o Dia Internacional do Idoso é celebrado hoje em todo o mundo e o Detran.SP faz um alerta nessa data: a segurança no trânsito para a Terceira Idade.
Entre janeiro e agosto deste ano, 19% das vítimas fatais de acidentes de trânsito no Estado de São Paulo tinham mais de 60 anos de idade. Se o recorte for feito por tipo de vítima, como atropelamento, por exemplo, esta faixa de idade passa a representar 40% do total, no mesmo período. Os dados são do Infosiga SP, banco de dados do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito.
É fundamental que os motoristas e motociclistas respeitem sempre o tempo de travessia segura do pedestre, mesmo que o farol já tenha mudado de cor. Na medida em que o corpo envelhece, sentidos como visão e audição podem diminuir, assim como a mobilidade. Os cuidados na hora de atravessar as ruas também precisam ser tomados pelo pedestre, que deve sempre utilizar a faixa ou via passarela. Se for preciso, um sinal com a mão pode reforçar para o motorista que aguarde o término da travessia.

CULTURA – Em mais uma ação para valorizar a produção artística nacional, a Total Lubrificantes anuncia o patrocínio a três peças na capital paulista: “O Menino Maluquinho”, “Admirável Nino Novo” e “Guardado em Silêncio”.
Segundo a gerente de Marketing, Adriana Bracale, o objetivo é promover a cultura entre os brasileiros: “Acreditamos no poder de transformação por meio da arte. Por isso, incentivamos a realização de espetáculos que vão divertir e emocionar o público, já que abordam temas importantes da nossa história e que marcaram a infância de diversas gerações”.
A Total Lubrificantes integra o Programa de Ação Cultural (Proac). A companhia apoia a produção cultural e esportiva ao aproveitar a renúncia fiscal do ICMS pelo Governo do Estado de São Paulo para a realização das peças e demais ações.

Nelson Tucci é editor de Veículos & Negócios, do Jornal PERSPECTIVA.
Leia também no site www.jornalperspectiva.com.br

segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Fórum Encadear de aviação

Divulgação  Desenvolvimento de pequenos negócios para atuar com grandes companhias

Nelson Tucci

A cidade serrana de Petrópolis (RJ), terra de Santos Dumont, abriga hoje eficientes oficinas de revisão de motores aeronáuticos, em nível internacional. Para que a GE Celma, empresa fundada em 1951 e comprada pela GE na década de 90, atingisse esse padrão, foram necessárias diversas medidas, uma das quais encontrar fornecedores locais. A companhia é destacada como case de sucesso pelo Sebrae.
Há 10 pequenas empresas da região capacitadas pelo Sebrae, sendo seis delas parceiras da GE Celma. Agora, parte desses pequenos negócios tem capacitação para ser um dos fornecedores globais da companhia. Essa história de sucesso será apresentada esta semana no Encadear – Fórum de Encadeamento Produtivo, terça (25) e quarta-feira (26), em São Paulo.
O desenvolvimento dos pequenos negócios para atuar com grandes companhias é o trabalho dos técnicos do Programa de Encadeamento Produtivo, criado em 2013 e que já atendeu perto de 70 mil empresas em mais de 280 projetos.

EXIGÊNCIA – Ainda sobre o Encadear, o principal desafio da subsidiária GE Celma era encontrar no mercado doméstico fornecedores de ferramentas de alto desempenho para realizar operações de revisão e reparo de motores aeronáuticos. E para se ter uma ideia do nível de excelência da empresa, a unidade brasileira faz esse serviço em prazos de 15 a 20% menores que seus concorrentes – o que contribui para a competitividade no mercado internacional.
O nível tecnológico dessas empresas brasileiras motivou a GE a investir, juntamente com o Sebrae, na capacitação das mesmas como fornecedoras de ferramentas para a indústria aeronáutica permitindo sua homologação para o fornecimento global. No Fórum Encadear, o diretor-presidente da GE Celma, Julio Talon, irá a São Paulo falar sobre os avanços desse projeto juntamente com representantes das pequenas empresas envolvidas: “O projeto permitiu que ferramentarias locais atingissem o nível para fornecimento de ferramentas aeronáuticas de padrão global, entrando para um grupo seleto de fornecedores certificados pela GE”.
O Encadear será realizado no Novotel, na Vila Guilherme, Zona Norte de São Paulo. A expectativa é que mais de 300 empresas tenham a oportunidade de conhecer mais sobre esta estratégia de atuação, temas atuais que têm impactado as cadeias de valor, bem como poderão realizar conexões. Os interessados devem se inscrever pelo site http://encadearsebrae.com.br/

Reprodução                   1,43 milhão de adesões de janeiro a julho

CONSÓRCIOS – No sétimo mês do ano, o Sistema de Consórcios apresentou resultados positivos nos diversos setores onde está presente, dando continuidade ao que foi registrado no primeiro semestre. Os negócios realizados registraram R$ 57,08 bilhões em contratos comercializados, 7% acima dos R$ 53,33 bilhões do ano passado, decorrentes das vendas que acumularam 1,43 milhão de adesões de janeiro a julho. Na comparação com o mesmo período de 2017, o crescimento foi significativo: foram registrados 10% de alta entre o total de novas cotas comercializadas neste ano (contra as 1,3 milhão anteriores).
Com 147 dias úteis nos sete primeiros meses, um a mais que os trabalhados há um ano, a média diária das adesões atingiu 9,7 mil, 9% mais que as 8,9 mil anteriores. Só em julho, quando foram comercializadas 9,7 mil cotas/dia, o aumento foi de 1% sobre as 9,6 mil/dia em relação ao mesmo mês do ano passado.

DESEMPENHO – A Anfavea reunirá a imprensa no próximo dia 4, em São Paulo, para divulgação do desempenho da indústria automobilística – veículos e máquinas agrícolas e rodoviárias – no mês de setembro.

CNT – A Confederação Nacional do Transporte (CNT) divulgou, na semana que passou, o documento denominado “O Transporte move o Brasil: Propostas da CNT aos Candidatos – 2018”. No material entregue aos candidatos à presidência da República, a Confederação apresenta 13 fichas com os principais problemas e soluções para os modais rodoviário, ferroviário, aquaviário e aéreo, além de propostas para o meio ambiente, desburocratização e eficiência do Estado, capacitação e educação de trabalhadores do transporte.
A CNT indica a necessidade de investimentos da ordem de R$ 1,7 trilhão e lista, no documento, 60 projetos de infraestrutura considerados primordiais para que o sistema de transporte brasileiro se torne mais ágil e eficiente.
As prioridades são a adequação e a expansão da infraestrutura de transporte; a realização das reformas do Estado para incentivar o investimento privado, reduzir a burocracia e os custos e, ainda, medidas para aumentar a produtividade do setor.
AUTOPEÇAS – Após 11 meses de trabalho colaborativo de suas equipes multifuncionais, as fabricantes de autopeças das empresas Randon – Fras-le Brasil, Master, Suspensys e Suspensys WE/Castertech concluíram o processo global de recertificação de seu Sistema de Gestão Integrado referentes às normas ISO 9001:2015, IATF 16949:2016, ISO 14001:2015 e OHSAS 18001:2007.
A Fras-le China e a Freios Controil também fazem parte da certificação global e estão enquadradas nas normas ISO 9001:2015 e IATF 16949:2016. Em seu conjunto, a Divisão Autopeças Randon está inserida nas práticas de padrão internacional para os processos, a redução dos impactos ambientais e dos riscos ocupacionais às pessoas. Também envolve a permanente melhoria de produtos e serviços entregues aos clientes.
O projeto contemplou diagnóstico da transição para as normas e preparação das pessoas e dos processos para adequação aos novos requisitos, além de auditoria interna e externa.

RECALL – A Mercedes-Benz do Brasil convoca os proprietários dos veículos modelos Classe C 300 Cabriolet, fabricados entre abril de 2016 e dezembro de 2017, com numeração de chassis (não sequenciais) de WDDWK4JW1HF315130 a WDDWK4JW0JF659277, a agendarem junto a um credenciado ou oficina da marca a verificação e eventual substituição do friso de acabamento de vedação das janelas laterais traseiras
A empresa informa ter constatado a possibilidade de a fixação do friso de acabamento de vedação das janelas laterais traseira ter ocorrido de maneira inadequada, podendo ocasionar sua soltura e eventual queda na via durante o tráfego do veículo. Este defeito poderá aumentar o risco de acidente com consequentes danos físicos e/ou materiais aos ocupantes do veículo e/ou terceiros.
Para agendamento e mais informações, a Mercedes disponibiliza o telefone 0800 970 9090 e o site www.mercedes-benz.com.br

RECALL 2 – A Subaru e a Caoa convocam os proprietários dos veículos modelos Legacy, na versão Sedan, nas motorizações 2.0 e 2.5 Turbo e Outback 3.6, ambos ano/modelo 2010 a 2014, com numeração de chassis (não sequenciais) de AG002878 a EG177299, fabricados entre 1/8/09 e 25/1/14, a agendarem junto a uma concessionária autorizada da marca, a substituição do atuador do freio de estacionamento eletrônico.
As empresas alertam que devido a um processo de manufatura inapropriado do atuador do freio de estacionamento eletrônico (EPB), um dos capacitadores da placa de circuito interno pode se quebrar, e o sensor de rotação do motor, que aciona o cabo do freio pode não operar, fazendo com que os veículos apresentem um mal funcionamento no atuador do freio.
Caso este problema ocorra, a luz de advertência no painel se acenderá. Se o freio de estacionamento eletrônico não funcionar, será necessário que o veículo permaneça estacionado através do uso da alavanca da transmissão na posição “P” (Parking). No caso do freio não desaplicar, ocorrendo somente com o veículo já estacionado, o mesmo estará impossibilitado de ser conduzido. Além disso, remotamente, poderá ocorrer a aplicação momentânea e involuntária do freio de estacionamento, com velocidade abaixo de 20 km/h, retendo a movimentação do veículo. Os proprietários devem ficar muito atentos, observando se a “luz de advertência” do freio de estacionamento presente no painel do veículo se acende, o que indicará que o sistema não está operando adequadamente. Em caso afirmativo, deve entrar em contato imediatamente com a concessionária. Para agendamento e mais informações, use o telefone 0800 770 2011 ou o site www.subaru.com.br/#/servicos/recall

RECALL 3 – A Volkswagen do Brasil convocou proprietários do veículo modelo Tiguan Allspace, ano/modelo 2018, fabricado em 8/2/18, com números de chassis 3VVHJ65N9JM112691, a agendar junto a uma concessionária da marca, a substituição dos amortecedores traseiros.
A empresa revela a possibilidade de soltura do olhal da bucha dos amortecedores traseiros, com o comprometimento da dirigibilidade do veículo e risco de acidentes com danos físicos e materiais aos ocupantes e a terceiros.
Para agendamento e mais informações, a Volkswagen disponibiliza o telefone 0800 019 8866 o site www.vw.com.br

Divulgação         Modelo atinge 321 km/h com seu motor de 600 cv

VOA BAIXO – O superesportivo Jaguar XE SV Project 8 confirmou seu status como o veículo de quatro portas mais rápido do mundo ao estabelecer um novo recorde nos EUA. É do tipo que “voa baixo”, como se diz popularmente.
O sedã de 600 cv e 321 km/h de velocidade máxima, completou uma volta no WeatherTech Raceway, Laguna Seca – de 2.238 milhas – em 1min 37.54s. Com o piloto Randy Pobst ao volante, o tempo foi quase um segundo mais rápido do que o anterior sedã de produção.
Os engenheiros da Divisão de Operações de Veículos Especiais da Jaguar Land Rover (SVO) sintonizaram o carro em algumas das pistas de teste mais emocionantes do mundo, incluindo a famosa Nürburgring Nordschleife da Alemanha. No final do ano passado, o XE SV Project 8 rodou o circuito de 12,9 milhas e bateu um recorde de 7min 21,23s.

Divulgação               Mostra dos primeiros clássicos feitos no Brasil

ANTIGOS – Nesta terça-feira, 25, o Auto Show Collection receberá a Noite dos Clássicos Brasileiros, com exposição dos primeiros modelos fabricados pela indústria automotiva no país após 1956. O evento também contará com a posse da nova diretoria da FBVA, presidida por Altair Manoel, do Veteran Car Club de Florianópolis.
A nova diretoria foi definida em Assembleia Geral Ordinária que aconteceu no último dia 7 de setembro, durante o XXIII Encontro Nacional de Automóveis Antigos, em Araxá (MG).
Na pista do sambódromo estarão expostos modelos como o VW Fusca, Kombi, Ford Maverick, Landau, Galaxie, Chevrolet Opala, Pumas, que foram fabricados entre 1964 e 1995, e muitos outros modelos que marcaram época. Veja mais em www.autoshowcollection.com.br

Divulgação          Planta de Piracicaba (SP) foi investimento acertado

COMEMORAÇÃO – A Hyundai celebrou na última quinta-feira, 20, seis anos de produção em sua fábrica de Piracicaba (SP). A planta iniciou suas operações em 20 de setembro de 2012 com a fabricação do hatch compacto HB20, modelo desenvolvido especialmente para o mercado nacional. Em janeiro de 2017, passou a produzir também o SUV compacto Creta.
Somados, os veículos atingiram em agosto a marca de 1 milhão de veículos produzidos, volume alcançado em apenas cinco anos e 10 meses, recorde para a indústria automobilística brasileira. A Hyundai espera chegar, nos próximos dias, a 1 milhão de automóveis comercializados no Brasil.
“O sucesso tanto do HB20 como do Creta pode ser medido no ritmo das vendas, que acompanha bem de perto a nossa produção”, afirma Angel Martinez, diretor-executivo de Vendas, Marketing e Pós-vendas da Hyundai Motor Brasil: “Ou seja, vendemos tudo o que produzimos. Isso mostra o quanto o consumidor brasileiro reconheceu nestes dois modelos o nosso compromisso em oferecer design, tecnologia, qualidade, a garantia de cinco anos e o melhor atendimento, com um preço altamente competitivo nos segmentos de mercado que mais crescem”.

BARCOS – Um dos principais desafios do setor marítimo é manter embarcações livres de incrustações, principalmente aquelas que navegam em águas tropicais, onde geralmente a incrustação mais se desenvolve. Com o objetivo de oferecer uma melhor performance, especialmente para embarcações com baixa atividade, a AkzoNobel trouxe para o mercado o Intersmooth 7670 SPC, uma tinta anti-incrustante de autopolimento (SPC), isenta de cobre, para uso em novas construções ou manutenção e reparos. A tecnologia global também é produzida no Brasil, na Unidade de Santo André (SP), trazendo maior agilidade no tempo de entrega para os clientes da região e garantia do estoque.
“Desenvolvemos o Intersmooth 7670 SPC para atender às particularidades do nosso mercado marítimo de navegação costeira no Brasil e América do Sul, aliando alta performance e maior produtividade”, explica Gustavo Gomes, gerente de Novos Negócios de Revestimentos Marítimos América do Sul: “Isso porque a tecnologia do novo produto reduz o número de demãos no esquema anti-incrustante com uma alta performance. Com isso, há redução significativa no tempo de docagem e nos custos para o cliente, já que o número de demãos impacta diretamente no tempo em que a embarcação fica parada no deque, no valor do aluguel e equipamentos”.
Uma embarcação incrustada consome mais combustível e fica mais lenta: “Somos os pioneiros nessa tecnologia de ponta, que permite que a embarcação consuma menos combustível, melhore sua velocidade, tenha uma maior produtividade e menores custos na manutenção”.

CAFÉ – A estimativa do consumo mundial de café no ano cafeeiro 2017-2018 é de 162,1 milhões de sacas de 60 kg, volume recorde que representa um crescimento superior a 2% em relação ao do ano cafeeiro anterior, que foi de 158,9 milhões de sacas. Nesse contexto, desde o ano cafeeiro 1990-1991 – quando o volume consumido foi de 90,28 milhões de sacas – a taxa de crescimento média do consumo mundial é de 2% ao ano, tendo acumulado aumento de quase 80% desde esse ano.
Neste ano cafeeiro 2017-2018, o consumo mundial estimado é 3,555 milhões de sacas superior à produção mundial de café, cujo volume é de 158,560 milhões de sacas de 60 kg.

Divulgação   Alex: expectativas dos clientes não param de aumentar

ARTIGO
Dos alicerces à manufatura do futuro

Por Alex Etevaldo da Silva (*)

O Brasil acaba de atravessar, quem sabe, a pior crise econômica das últimas décadas. Muitas organizações precisaram realizar verdadeiras façanhas para se manter vivas durante o amargo período de instabilidade e algumas, infelizmente, não conseguiram se adaptar às novas exigências de qualidade, produtividade e competitividade, vindo a cerrar as operações.
Ao mesmo tempo em que acompanharam as discussões sobre tendências tecnológicas, como realidade aumentada, internet das coisas, impressão 3D e outras tantas que são demandadas pela indústria 4.0, muitas empresas tiveram de rever as estruturas como forma de sobreviver à crise. Além de escassos recursos, muito se perdeu em termos de mão de obra e cadeia de suprimentos.
Pois bem, a economia brasileira já começa a apontar uma retomada do crescimento, embora modesto – movimento em que a manufatura pode mais uma vez assumir a função de mola propulsora, sendo agente promotor do aumento de produtividade e qualidade. Para tanto, as organizações precisam ter criatividade e foco no aumento da competitividade.
É fato que as empresas estão em diferentes estágios nesta jornada da competitividade: enquanto algumas necessitam voltar às bases da manufatura para fortalecer a estrutura, com a revisão de controles típicos como gestão de operações, outras já apresentam patamar de estabilidade, que as habilita a iniciarem o processo de transição e avançarem em direção à manufatura do futuro.
Hoje os times de manufatura já precisam adaptar as organizações para as tendências da mobilidade. Como converter uma fábrica de componentes de motores a combustão para fabricar também motores elétricos com o menor valor de investimento possível? Essa adaptação na manufatura passa pela indústria 4.0, cujo grande diferencial é justamente a flexibilidade com baixo investimento.
Grandes fábricas, acostumadas a produzir um só tipo de componente, também já passam por adaptações com foco na fabricação de múltiplos componentes, conforme as demandas dos clientes. Na medida em que a produtividade e a qualidade aumentam de forma considerável, as empresas se tornam as mais competitivas neste tempo em que as expectativas dos clientes não param de aumentar.
Quem tiver interesse em discutir estes e outros assuntos, independentemente do porte ou do estágio em que a respectiva empresa esteja nesta jornada da competitividade, está convidado a participar do 10º Simpósio SAE Brasil de Manufatura, que será realizado dia 10 de outubro, no Hotel Intercity Premium, em Caxias do Sul.
Durante o encontro, lideranças de fabricantes, fornecedores e consultorias irão discutir como revitalizar a indústria brasileira a partir de temas como gestão de operações e manutenção de processos em busca de estabilidade básica. Também irão debater como aumentar a competitividade com o uso correto das novas tecnologias emergentes desta era digital.
(*) Alex Etevaldo da Silva é diretor de Qualidade e Confiabilidade do Produto da Marcopolo e chairperson do 10º Simpósio SAE Brasil de Manufatura.

Nelson Tucci é editor de Veículos & Negócios, do Jornal PERSPECTIVA.
Leia também no site www.jornalperspectiva.com.br